Entenda de uma vez para que serve o Ômega-3, um dos suplementos alimentares mais consumidos em todo o mundo, inclusive no Brasil. E faz sentido, já que sua matéria-prima é obtida de peixes específicos e que não fazem parte da dieta da maioria das pessoas. Assim surge sua popularidade e a necessidade de suplementar.

Mas agora eu te pergunto: será que você sabe mesmo para que serve o Ômega-3?

Não tem problema nenhum se não souber. Hoje vamos falar dos seus benefícios e você vai sair daqui sabendo tudo o que precisa saber. Vem comigo!

E se quiser saber mais sobre as Vitaminas em geral, temos um artigo inteirinho sobre isso aqui.

O que é o Ômega-3?

Inicialmente, fazer você entender para que serve o Ômega-3 exige que eu te explique um pouco sobre esse suplemento incrível. Então vamos começar por aí.

Ômega-3 é o nome dado a um grupo específico de ácidos graxos (gorduras) essenciais, ou seja, que não podem ser produzidos pelo nosso corpo e precisam ser obtidos a partir da nossa alimentação.

Os ácidos graxos mais conhecidos desse grupo são o EPA e o DHA, e sua principal fonte é do óleo de peixes de grande profundidade, como bacalhau e atum, por exemplo.

Como um suplemento contendo gorduras pode fazer bem para minha saúde?

Aposto que  você pensou isso quando leu “gorduras” ali em cima. Lembra daquela história de “gorduras boas” e “gorduras ruins”? Pois é, os ácidos graxos presentes no Ômega-3 definitivamente se encaixam no grupo das gorduras boas. 

Diversos componentes em nosso corpo dependem da presença de gorduras em sua estrutura. Por exemplo: nossos tecidos são formados por células, e as membranas que envolvem cada célula do nosso corpo possuem gorduras em sua estrutura. No caso dos neurônios, por exemplo, a maior parte do seu corpo é formado por gorduras. 

Além disso, as gorduras também participam da composição de hormônios e outras substâncias essenciais em nosso organismo. Resumindo, nossa vida depende da presença de gorduras em nossa alimentação.

Agora, pense comigo:

se o nosso corpo precisa muito dessas “gorduras boas”, e não é capaz de produzi-las, o que acontece se eu não estiver consumindo uma quantidade adequada em minha alimentação?

É mesmo necessário suplementar Ômega-3?

Vou ser direto nesse ponto: SIM! Se você não consome quantidades adequadas de gorduras boas, então, deve sim suplementar. 

E o motivo está no que acabamos de falar. Nosso corpo precisa muito, e não é capaz de produzir. Então, na carência de gorduras de boa qualidade, ele usa o que estiver disponível na tentativa de nos manter vivos e funcionais.

No entanto, “funcional” não é o ideal e, assim, diversos processos dependentes de gordura em nosso organismo vão acontecer, mas como “quebra-galhos”, muito abaixo da sua real capacidade.

Vamos, mais uma vez, pensar juntos para entender a seriedade envolvida aqui:

Eu disse que os neurônios possuem uma grande quantidade de gorduras em sua estrutura. E eles são responsáveis por funções muito importantes em nossa vida, como a memória e nossa capacidade cognitiva, ou seja, nossa capacidade de aprender.

Então, se eu só me alimento com gorduras de má qualidade, meu corpo irá utilizá-las na produção dos meus neurônios. Como consequência, eles não irão atuar em sua capacidade máxima, e nossas funções (memória e aprendizado) serão afetadas. 

Fez mais sentido agora?

Eu fui direto lá em cima quando disse que devemos,  sim, suplementar. E para explicar a importância disso, eu usei apenas um exemplo. Agora que vamos ver para que serve o Ômega-3, você vai perceber que ele atua em muitos outros processos.

Para que serve o Ômega-3?

Vamos, finalmente, falar dos benefícios de consumir Ômega-3. Vou tentar detalhar sem complicar muito, ok? 

Sistema Imunológico:

Os ácidos graxos presentes no Ômega-3 (EPA e DHA) são importantes componentes estruturais das membranas de nossas células. E é exatamente nessas estruturas que ele exerce uma de suas principais funções em nosso organismo: a imunomodulação.

O Ômega-3, a partir das membranas de nossas células, ajudam a equilibrar a produção de substâncias inflamatórias e, assim, definem a intensidade da inflamação. Por este motivo o Ômega-3 tem sido citado em diversos artigos científicos como uma excelente arma no combate aos sintomas da Covid-19. Seus ácidos graxos ajudam a controlar a produção das Citocinas, substâncias consideradas a principal causa de sintomas graves em pacientes infectados pelo coronavírus.

Além disso, seus ácidos graxos também aumentam a resposta antiviral e melhoram a função de várias células de defesa do nosso sistema imunológico.

Exercícios Físicos e Emagrecimento:

A maioria das pessoas nem imagina, mas o ômega-3 é um excelente aliado na prática de exercícios físicos. Sim! E ele ajuda de diversas formas, como o aumento da recuperação muscular, por exemplo. Mas além disso, também promove aumento de força e potência nos músculos e melhora, consideravelmente, o ganho de massa magra.

O ômega-3 também ajuda indiretamente no processo de emagrecimento. E eu uso o termo “indiretamente” pois em sua composição não há nenhuma substância que acelere a queima de gordura. Portanto, como não há presença dos chamados “termogênicos”, o ômega-3 não pode ser associado ao emagrecimento direto.

No entanto, o Ômega-3 atua indiretamente no emagrecimento, com a diminuição da fome em dietas restritivas realizadas em conjunto com a suplementação e, além disso, no combate ao quadro inflamatório comum em pessoas obesas. 

Combate à Depressão:

No caso das doenças neurológicas, como a depressão, os ácidos graxos EPA e DHA possuem atuação importante. Quando estamos com níveis baixos desses ácidos graxos em nosso organismo, a comunicação entre os nossos neurônios é muito reduzida, e este quadro está diretamente relacionado à doenças neurológicas.

Diversos estudos científicos apontam a utilização de ômega-3 como um poderoso aliado no combate à depressão, porém sem efeitos colaterais, comumente encontrados nos medicamentos utilizados nesses casos.

Prevenção de Doenças Cardiovasculares:

O Ômega-3, principalmente quando combinado à vitamina E, possui imenso poder antioxidante. Portanto, atua diretamente na diminuição de substâncias oxidativas em células dos vasos sanguíneos. Também promove diminuição da pressão arterial em pacientes hipertensos e ajuda a controlar níveis de colesterol. Todos estes fatores contribuem para a saúde cardiovascular.

pessoa com uma cápsula para ilustrar para que serve o Ômega-3

Agora que já sabemos para que serve o Ômega-3, como escolher?

São muitas opções de Ômega-3 disponíveis no mercado, por isso é importante saber identificar alguns fatores que irão te ajudar a definir a qualidade do produto que você vai consumir.

Concentração e Pureza

A pureza do seu Ômega-3 é essencial, já que ela vai definir o quanto do que realmente importa você está consumindo. Ou seja, a concentração de EPA e DHA. O ideal é que sua dose diária desses dois ácidos graxos seja de, no mínimo, 1200 mg somados.

Forma do Ômega-3

Essa é uma das dicas mais importantes: seu Ômega-3 deve estar na forma TG (triglicerídeo). Essa é sua forma natural, sem modificações feitas em laboratório. Por isso, é muito melhor absorvida pelo nosso organismo e não causa desconforto gástrico. A taxa de absorção pode ser até 70% maior na forma TG, o que vai gerar mais benefícios.

Vitamina E

Além de ser uma excelente vitamina, e gerar uma gama enorme de benefícios ao nosso organismo, a vitamina E é um potente antioxidante. Quando ela está presente na fórmula do seu Ômega-3, ela impede sua degradação e o mantém funcional por mais tempo. 

Frasco opaco

A luz é capaz de destruir as moléculas de Ômega-3 e, por isso, até a cor do frasco faz diferença nos benefícios que você irá receber. Opte por frascos escuros e que impedem a exposição das cápsulas à luz.

Pronto! Agora você já sabe para que serve o Ômega-3 e muito mais. Espero que tenham gostado. Me diz aqui embaixo nos comentários um assunto que você gostaria de ver no blog.

As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e, portanto, não devem substituir orientações de profissional médico ou tratamento de condições médicas específicas. Sendo assim, procure sempre o aconselhamento do seu médico ou nutricionista com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. As informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença. Nunca desconsidere o conselho médico ou demore na procura de ajuda por causa de algo que tenha lido em nosso site e mídias sociais da MAKAI®.

(Visited 2 times, 1 visits today)